CENFIM EM HANNOVER MESSE 2022

CENFIM EM HANNOVER MESSE 2022

30 maio 2022

A Feira de HANNOVER, na Alemanha, é o maior certame da Indústria e da Tecnologia do Mundo, onde a tecnologia mecânica, hoje profundamente impregnada da vertente digital, mostra como guia a mudança da indústria para uma resposta mais apta e baseada nos princípios de uma economia circular e ambientalmente neutra.

 

 

PORTUGAL foi o País convidado, estando representado com mais de 100 empresas, cuja participação foi organizada pela AICEP - Agência Portuguesa de Comércio e Investimento em parceria com a AIMMAP - Associação das Indústrias Metalúrgicas Portu-guesas e a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemanha.

 

O contingente de empresas portuguesas em HANNOVER MESSE 2022 representou as capacidades industriais portuguesas com clusters de excelência tecnológica nos setores de equipamentos e metalomecânica, mobilidade, automóvel, aeronáutica, têxtil, plásticos técnicos, moldes, tecnologias de produção e energias renováveis.

 

Este foi um momento significativo para Portugal, tal como referido pelo Primeiro Ministro António Costa na cerimónia de abertura, que contribui para o fortalecimento das excelentes relações económicas com a Alemanha, realçando a nossa posição como local atrativo para negócios e investimentos.

 


A Alemanha é um dos três principais parceiros comerciais de Portugal e o seu segundo maior fornecedor. De facto, mais de 550 empresas alemãs como a BMW Group, a Bosch, a NFON AG e a Siemens operam no país parceiro deste ano.

 

Portugal faz sentido para a Alemanha pela localização estratégica, condições de negócio favoráveis, mão de obra multilingue, excelentes infraestruturas e boa qualidade de vida.

 

Sob o lema "Portugal Makes Sense", empresas de Portugal apresentaram produtos e soluções para a transformação digital, transição energética e cadeias de abastecimento fiáveis, e demonstraram às empresas alemãs porque é que faz sentido minimizar o risco através da aquisição, subcontratação, inovação e investimento em Portugal. Com um pavilhão central e três pavilhões temáticos dedicados aos setores de Engineered Parts & Solutions, Energy Solutions e Digital Ecosystems. Cada área contou com dezenas de empresas de Portugal com as mais avançadas tecnologias e processos.

 

 

No site de HANNOVER MESSE podíamos ler:

Portugal é um player global na área de Engineered Parts & Solutions, que abrange setores como a engenharia mecânica, metalomecânica, mobilidade e automóvel, aeronáutica e espacial. Com 15.277 empresas e 198.698 colaboradores em 2020, este setor da indústria portuguesa exportou bens e serviços no valor de mais de 17,8 mil milhões de euros para mais de 200 países. Grandes empresas internacionais encontram em Portugal uma mão-de-obra qualificada e experiente, bem como uma competência tecnológica e de engenharia muito competitiva que lhes permite fabricar e montar peças metálicas, plásticas e de borracha com elevada precisão.

 

Na área de Soluções Energéticas, Portugal ocupa o nono lugar na contribuição global para o planeta e o clima no Good Country Index e está a dar passos determinados para reduzir o consumo de energia, fazer uma utilização mais eficiente dos recursos, alcançar uma mobilidade mais sustentável, alcançar uma maior segurança de abastecimento, e diversificar os recursos de energia renovável. Portugal está empenhado em alcançar a neutralidade carbónica até 2050.

 

Na área dos Ecossistemas Digitais, Portugal tem um dos ecossistemas de empreendedorismo mais vibrantes da Europa e uma das políticas mais abertas ao investimento internacional. Portugal é um hub de alta tecnologia e inovação em áreas como cibersegurança, inteligência artificial, robótica e veículos autônomos. Portugal não é apenas um mercado aberto à inovação, mas também a melhor porta de entrada para empresas de TIC nos países lusófonos.

 

O CENFIM foi convidado como parceiro de relevo na promoção da Formação, orientação e valorização profissional dos Recursos Humanos do Setor Metalúrgico, Metalomecânico e Eletromecânico, e não podia deixar de estar presente para reforçar o empenho em assegurar a mão-de-obra qualificada e a competência tecnológica.

 

Por isso a nossa equipa esteve junto dos seus maiores parceiros, as Empresas, e reencontrou ex-formandos como Ricardo Nogueira, Campeão Nacional e medalha de bronze no Campeonato do Mundo, WorldSkills, em Mechanical Engineering CAD, atual membro da empresa QUANTAL, em Vila do Conde e o Nuno Gomes, atual membro da equipa SACIA, em Águeda.

 

   

 

Terminamos com a mensagem da equipa de HANNOVER MESSE:

“Perante cadeias de abastecimento interrompidas, aumento dos preços da energia, inflação e alterações climáticas, era ainda mais importante voltarmo-nos a encontrar nas salas de exposição, após dois anos marcados por uma pandemia, para conhecer as mais recentes tecnologias, tendências e ter uma janela para o futuro.

Cerca de 75.000 visitantes interagiram com 2.500 expositores sobre formas e meios de tornar as suas cadeias de valor adequadas para o futuro.”

 

Ministro da Economia alemão, Robert Habeck, resumiu após visita à Feira:

“Apenas tendo em conta todas as tecnologias aqui expostas, temos a solução para todas as nossas crises atuais. O que vemos aqui na feira é o reflexo dos grandes problemas do nosso tempo com respostas concretas - o que é um desenvolvimento fascinante.”

 

Ficou claro que as feiras de negócios, como um local concreto de networking para contacto pessoal, continuarão a ser um importante motor de negócios e inovação nos próximos anos.

 

Expositores e organizadores fizeram um balanço totalmente positivo da HANNOVER MESSE deste ano, e nós acreditamos que este destaque concedido a Portugal permitiu dar visibilidade à competência das empresas portuguesas.